terça-feira, 26 de abril de 2011

NO CINE: “Rio – O filme” empolga, diverte e ensina

A estética do filme e a “fofura” dos personagens de “Rio – O filme” (Rio, 2011) já encantam desde o primeiro contato. Desde que vi o trailer pela primeira vez, fiquei com vontade de acompanhar as aventuras da ararinha azul pela cidade maravilhosa. E o melhor: não me decepcionei.

Com o experiente brasileiro Carlos Saldanha (“A era do gelo 2”, 2006; “A era do gelo 3”, 2009) na direção, “Rio – O filme” conta com personagens cativantes e originais, além de fofos. A trilha sonora também foi muito bem escolhida e sabe embalar perfeitamente cada cena do filme. O trabalho visual ficou ótimo. Os planos em 3D, então, estão maravilhosos e destacam ainda mais a beleza dos locais.

Blu é uma arara azul que nasceu no Rio de Janeiro, mas mora em Minnesota, nos Estados Unidos, com sua dona e amiga Linda. Ele não sabe voar, mas é muito esperto e culto. Blu adora ler, tomar chocolate quente e passear na loja de linda. Tudo vai bem até que um dia o ornitólogo Túlio convence Linda de que Blu é a última arara azul macho e para dar continuidade a espécie, ele precisa ir para o Rio.

Na cidade maravilhosa, Blu conhece a arara azul fêmea, Jade. De primeira, os dois não se acertam. Já que ela quer ser livre, enquanto ele gosta de morar em gaiolas. Como são as duas últimas aves de sua espécie, eles são sequestrados por contrabandistas de animais exóticos. E para escapar dessa enrascada, Blu e Jade vão contar com a ajuda de um time para lá de divertido e corajoso. 

A história de Rio é levemente simples, mas consegue atrair o público, tanto as crianças, que se encantam com cada lance da aventura, quanto os mais velhos, que não querem perder um segundo. Porém, acaba pecando com estereótipo forçados. Futebol e carnaval são as coisas mais importantes do mundo para os cariocas, além do que toda a espécie de animais está presente. O que foi aquela infestação de macacos? Mas, vamos deixar passar como licença poética.

Entretanto as mensagens que tentam ser passadas no filme acabam superando esses deslizes. A superação de Blu, que aprende a voar na última hora. O companheirismo e a amizade dos animais (as várias espécies de pássaros e até o cachorro). A importância do cuidado com os animais e o carinho existente entre os bichos e os seres humanos. Até mesmo a venda ilegal de animais é criticada. Enfim, “Rio – O filme” consegue narrar a história da arara azul de um jeito doce e divertido. É de fato, uma produção com “cara de criança” que estava faltando para os pequenos. Aproveite para se divertir!

Estrelas

17 comentários:

  1. Eu assisti esse filme e AMEI!!!!


    Beijos

    ResponderExcluir
  2. ai que legal!
    estou curiossima
    beijao
    tem post novo no meu blog,se puder de uma passadinha por lá
    vidrinhosdagi.blogspot.com
    @vidrinhosdagi

    ResponderExcluir
  3. Estou querendo assistir, só não sei quando irei ver.

    ResponderExcluir
  4. Achei levemente divertido e como você disse, é mais indicado para crianças.

    ResponderExcluir
  5. Ahhh... esse filme é dmeais!!


    =D


    Muito bom!!!

    Bjuuu =*

    ResponderExcluir
  6. Quero muito ver esse filme...estão todos falando tão bem dele!

    http://rebucomcafe.blogspot.com/

    beijinhos

    ResponderExcluir
  7. To doooooooida pra assistir!!
    Bjocas,
    Allyne Gondo
    http://mecanicademoda.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Vanessa, ontem vi Cisne Negro.... Amei! Me identifiquei em partes com a personagem principal.... a dificuldade em lidar com a mãe super-protetora, com a sexualidade e com os problemas, além de fugir dos problemas entrando numa bola de neve psicológica....
    Tô louca para ver Rio.... todo mundo falando tão bem!
    Bjão

    ResponderExcluir
  9. Ouço comentários bons e ruins!
    Quero assistir para tirar minhas conclusões hehehe

    Beijos

    www.unhasglamour.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Bom, se aceitarmos que é um filme infantil, é uma ótima obra que cumpre o seu objetivo de entreter a criançada.

    ResponderExcluir
  11. ai quero muuuuuuuuuito ver! bjbj da Telma

    ResponderExcluir
  12. Eu querooo assistir! ME disseram que é super legaal e a sua crítica foi boa, então, mais um ponto para o filme!

    http://teoralcoolico.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  13. To louca pra ver esse filmeeee!
    Sou uma carioca que ainda não vi kkkkkkkkk

    Bjooo

    Nath de Freitas
    http://nathdefreitas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Eu assisti esse filme, é lindo! Adoro filmes de desenho animado. Hahaha.
    Beijos.

    @jessicaviegas
    www.deliriosdeconsumista.com.br

    ResponderExcluir
  15. Ai quero ver! Deve ser fofo!
    Beijos, Ma
    http://closetmp.com

    ResponderExcluir
  16. O filme é excelente mesmo, mas eu só faria uma alteração na trilha sonora. Não que tenha ficado ruim, eu gostei, mas poderia ter sido melhor. As canções são convidativas sim, e embalam as cenas. O início com aquele carnaval de cores na floresta é encantador. Mas poderia ser MAIS BRASILEIRO. TOTALMENTE BRASILEIRO. O ritmo na sequência onde os macacos aparecem no baile dos "amiguinhos" não retrata o que é a Lapa. As composições do Sérgio Mendes foram bem aplicadas. Eu, particularmente, tiraria o Will.I.am da interpretação da animação.

    Dica: Assistir o filme em 3D faz vc se sentir uma animação em meio ao cenário carioca, que foi muito bem representado.

    ResponderExcluir
  17. Sim, o filme não é "totalmente" brasileiro. Há muito estereótipo de tudo mais. Entretanto, acabei simpatizando com a ideia que o diretor Carlos Saldanha quis passar. Apesar de alguns furos, para mim, valeu a pena. O Blu, a Jade e a galerinha é muito fofa. Enfim, a animação foi legal.
    No geral gostei muito da trilha sonora. Destaque para a canção do Nico (#mega fofa). Essa cena dos macaquinhos, concordo com você, mas eu também achei exagero a infestação de micos. rs. E, vamos combinar, eu passei o carnaval no Rio e o que mais tinha era Funk. Pelo menos isso não ganhou destaque. rs.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails